VMA 2016: nossas apostas

15/08/2016

O Video Music Awards é uma das maiores premiações do mundo da música. Aberto ao voto popular, o evento ajuda a mensurar o impacto dos vídeos na sociedade (e não exatamente sua qualidade). Assim, iremos prever quais os clipes que devem abocanhar o prêmio, baseado em sua popularidade. Vamos às nossas apostas para Vídeo Masculino.

Os concorrentes nessa categoria são: Drake, e seu Hotline Bling; Bryson Tiller com Don’t; Calvin Harris feat. Rihanna, e a This Is What You Came For (que agora tem Taylor Swift como compositora oficial); Kanye West com seu polêmico Famous e; por último, The Weeknd com o smash hit Can’t Feel My Face. Descartamos aqui Bryson Tiller, que acabou de começar sua carreira e tem poucas chances de concorrer com nomes grandes, embora de qualquer modo seu clipe seja bem monótono e com poucas boas ideias.

Kanye também não deve levar, pois seu clipe gerou uma situação desconfortável em fã bases muito poderosas. Acreditamos que o páreo fique entre Drake, Calvin e The Weeknd, mas como temos que apostar em somente um, vamos de This Is What You Came For, que conta com a sempre querida Rihanna para dar um peso a mais na hora da votação. Embora gostaríamos que Kanye levasse essa, por ser um artista que sempre procura não ficar em uma zona de conforto.

Rihanna no clipe de Calvin Harris - This Is What You Came For

Agora vamos à categoria de Vídeo Feminino, que só tem nome de gente grande. A começar pela milionária Adele e sua aguardada faixa de retorno Hello; Beyoncé e toda a destruição de Hold Up; a sempre brilhante Sia com o clipe de Cheap Thrills; Ariana Grande e o vídeo simples de Into You e fechando o ringue; Rihanna feat. Drake, com o preguiçoso clipe Work. Descartamos Ariana e Sia, pois embora a popularidade de ambas sejam enormes, os clipes são simples demais para terem chances com o poderoso trio com quem concorrem.

Mesmo com todo seu alcance, Hello não brilha se colocado ao lado de Hold Up. O problema aqui é que Beyoncé encontra não um, mas dois adversários, com Rihanna e Drake dividindo a tela em Work. Entretanto, nossa aposta é mesmo Queen B., que destrói tudo em seu clipe, até a concorrência. Riri terá que rebolar muito se quiser vencer a rainha negra.

Beyoncé destruidora em Hold Up

Agora vamos falar sobre os indicados ao melhor Vídeo de Pop, que são Adele, com Hello novamente; Beyoncé e todo o empoderamento negro em Formation; Justin Bieber e a divertida Sorry, a novata Alessia Cara, com o juvenil Wild Things; e, Ariana Grande com Into You. Descartamos Ariana e Alessia, que apesar dos bons clipes pops, não são nomes fortes para digladiar com gigantes como Bieber e Bey.

Infelizmente não vemos chances para Adele, que apesar de gostarmos muito, não deu vida a um clipe pop tão bom quanto os outros dois demais. A grande briga fica entre a Mrs Carter e Justin. Em termos de qualidade, popularidade e coerência com a categoria, acreditamos que ambos sejam merecedores. Mas levando-se em conta o zeitgeist em que vivemos, em que homens e mulheres se unem em voz do empoderamento das parcelas injustiçadas da nossa sociedade, acreditamos que Beyoncé possa levar a maioria dos votos.

As dançarinas que dão vida ao divertido clipe Sorry, de Justin Bieber

Por fim, falaremos da categoria mais aguardada da noite, a de Vídeo do Ano. Nela concorrem Adele com Hello; Beyoncé com Formation; Drake com Hotline Bling; Justin Bieber com Sorry e; Kanye West com Famous. Sabemos que o garoto propaganda da Calvin Klein, o muso de uma garotada fervorosa na internet, possui uma fã base muito poderosa no campo virtual. Unidos, eles poderiam dar o maior prêmio da noite à Sorry.

Correndo por trás ficaria Beyoncé e Adele. Não apostamos nossas fichas no ótimo vídeo de Famous por conta de toda a impopularidade causada com outra cantora, embora o clipe tenha todos os ingredientes para levar o título para casa.

Adele em cena de Hello

Queridinha no mundo inteiro, Adele se encontra com uma adversária de peso, uma vez que Beyoncé também fez um retorno majestoso ao cenário musical e comoveu o mundo com sua audaciosa Formation. O que nos leva crer que Beyoncé pode levar o troféu para casa, por conta de sua coragem, bravura e luta por uma nobre causa.

E você, quais são suas apostas? Assista ao VMA no dia 28 de agosto e volte aqui para ver se acertamos.  

Andy Rocka

Jornalista, estudou Psicologia,
foi social media do Pontofrio,
trabalhou em revistas de ciência,
como a Superinteressante e
Psique, mas sua paixão mesmo
é música e cultura pop.